Guerreiro da Viçosa

0
36

Por Rafael Oliveira

CONHEÇA O GRUPO:

O “Guerreiro” é um grupo de folguedo popular genuinamente alagoano resultante da fusão de outros grupos populares como o pastoril, chegança, caboclo, coco de roda e em especial o reisado que inspirou grande parte dos seus trajes. Além de homenagear o lugar onde vive e pessoas através de cantorias, versos e danças, porém o foco principal do guerreiro é comemorar o nascimento de Cristo.


Surgiu na década de 20, entre os anos 1927 e 1929 em Alagoas. Em Viçosa teve início no ano de 1977 com o Mestre Sebastião na rua Boa Vista onde foi realizado o primeiro ensaio do grupo. Logo começaram a se apresentar na cidade e região levando o encanto e beleza das cores nos trajes, na dança e canto. No ano de 2006 o mestre Sebastião recebeu o título de patrimônio vivo da cultura de Alagoas e passando a integrar uma série de selos dos correios.

No dia 20 de abril de 2010 o mestre Sebastião faleceu vítima de infarto em sua residência localizada no Conjunto Frei Damião rua I em Viçosa. Deixou uma riqueza de músicas, versos e uma nova geração de figurantes para a continuação da cultura popular em sua cidade. (JOSÉ SEBASTIÃO DE OLIVEIRA) “mestre Sebastião” era natural de Anadia e chegou em viçosa no ano de 1976 para trabalhar na rede ferroviária na época.

Mestra Quitéria no Natal dos Folguedos em Maceió / 2019. Créditos: Divulgação.


A partir de então, o guerreiro passou a ser mestrado por Quitéria Jorge de Melo, viúva do mestre
Sebastião. Quitéria iniciou sua vida no guerreiro logo em sua juventude com 17 anos de idade com o mestre Sebastião passando a ocupar o posto de rainha, mas, antes havia participado do reisado do mestre Osório situado no povoado Bananal em Viçosa. Atualmente, Quitéria ocupa o posto de “Mestra e Rainha” do Guerreiro de Viçosa.

Além de Mestra Quitéria, o Guerreiro de Viçosa conta com um apoio essencial para o Guerreiro! O Contra mestre Rafael Oliveira.

Rafael dos Santos de Oliveira aos 24 anos iniciou sua vida acadêmica em 2018 em Pedagogia pela Universidade Santo Amaro. Desde pequeno sempre acompanhou o Guerreiro e o Mestre Sebastião em sua jornada, em 2008 iniciou oficialmente no Guerreiro de Viçosa como embaixador ainda com o Mestre Sebastião. Aprendeu a arte do artesanato em fazer chapéus de guerreiro, hoje é ele quem realiza os ensaios e os próprios chapéus do grupo, hoje atua como contramestre do guerreiro de viçosa.

CONTATOS:

(82) 99969-2985 – Crys – Whatsapp (Secretaria Municipal de Cultura)

(82) 8166-2466 – Rafael Oliveira – Whatsapp

E-mail: rafael.oliveira621@outlook.com

SONS E IMAGENS:

Se a mocidade fosse uma mercadoria – Mestre Sebastião.
A peste é quem gosta – Mestre Sebastião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui