FOCUARTE: 1ª Conferência de Líderes movimenta Pontal da Barra em Maceió

1
124
Participantes da Conferência em passeio pelas águas da Lagoa Mundaú. Créditos: Bertrand Cristopher.

João Lemos

Nas cores do Artesanato e na folia da Cultura Popular somos convocados a grandes coisas em favor destas causas que muito dignificam a nossa história, é uma história de empatia, encontro, amizade e sobretudo amor. Amor que é alimentado com o dia a dia dos nossos detentores que sobem a serra, vão na lavoura colhem seus frutos e depois seguem sua rotina constantemente levando tudo o que fazem, sentem e sonham para o imaginário popular de onde provém toda a tessitura poética de suas cantorias, rezas e grosas. Nisso consiste o saber popular das pequenas coisas do cotidiano as maravilhosas jornadas, peças, embaixadas ou louvações de nossas fabulosas “óperas” (folguedos) onde o povo é protagonista.

Animados pelo “esperançar” da vida, os líderes do FOCUARTE se reuniram no último Sábado (13) na Galeria Mulher Rendeira localizada no bairro do Pontal da Barra em Maceió para debater, pensar, celebrar e aprender com os detentores meios eficazes de mobilização e participação popular. Os mais de 70 participantes dos quais 30 eram mestres tiveram oportunidade de ver no outro o potencial cultural que o Estado têm em diversidade e cor, seja nos olhos aguçados dos mais novos seja na experiência adocicada dos mais velhos, todos tiveram oportunidade de se encontrar e se sentir ainda mais alagoanos.

Créditos: Bertrand Cristopher.

Rodas de conversa, participação, brincadeiras e danças marcaram o encontro que teve como tema as cores do artesanato e a folia da cultura popular, tema esse que norteou todas as atividades e discursões, e vale ressaltar o delicioso café da manhã que a Galeria Mulher Rendeira proporcionou aos participantes e convidados.

O Fandango do Pontal botou todos os presentes pra cair na folia, houve também uma homenagem a D. Zelina Sebastiana, rainha de Guerreiro desde 1947 e que pela primeira vez recebeu o reconhecimento pelos mais de 70 anos dedicados ao folguedo genuinamente alagoano. Vale destacar a presença de representantes do Museu Théo Brandão, Conselho Municipal de Políticas Culturais de Maceió, Associações, Instituições e outros órgãos de representatividade popular. O encontro foi encerrado com o anúncio de que a 2ª Conferência acontecerá em Novembro na cidade de Pão de Açúcar na região do médio São Francisco, após, houve um almoço e passeio de escuna pelas águas da Lagoa Mundaú até a sua foz.

Destaco um justo agradecimento a todos os participantes, a Galeria Mulher Rendeira e a toda coordenação do FOCUARTE pelo desempenho de promover tamanha atividade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui